Maria Ivone Vairinho e Poetas Amigos

Maio 24 2010

 

(subindo o Douro)


O barco vai partir. Em toda a gente
Rasgado há um sorriso de alegria;
Será uma viagem bem diferente
Daquelas que se fazem dia a dia

Um silvo e já lá vai. A velha ponte
Derrama sobre nós um terno olhar;
E a sua irmã mais nova, ali defronte,
Saúda como em gesto de abraçar

Nas máquinas ultima-se um ajuste…
Serão fotos pra ter a vida inteira...
Ao longe já se avista Bagaúste
Que vai pedir bilhete, qual porteira

Dois barcos ela acolhe em curto espaço
E fecha, alta e potente, uma comporta;
Bem presa a água sobe, traço a traço,
Até chegar ao cimo, onde uma porta,

Nos leva a novo troço, ante a luz verde
Que dá o prosseguir desta viagem...
E o nosso olhar de novo já se perde
No rio e nos encantos da paisagem

Alguém ao lado diz, com ar maroto,
Brincando na alegria que se sente:
- Este barco é melhor, “passou” o outro,
Deu-lhe um enorme "baile" e vai à frente!

Na proa há quem levante em brincadeira
Uma bandeira negra de piratas:
Ossos postos em cruz, uma caveira,
Como se se previssem zaragatas

E vão as saudações para quem segue
Na direcção oposta iguais folguedos,
Enquanto o olhar sobe e fica entregue
Às vinhas, aos socalcos, aos rochedos,

Às nuvens que nos cobrem com seu véu
No branco dos recortes tão risonhos,
Aos montes que no cimo unem ao céu
Levando o nosso olhar envolto em sonhos

Pra trás já ficam dóceis outros rios...
São filhos dando ao Douro companhia;
Barragens, duas mais! E os desafios
postos aos durienses dia a dia:

- Subir pelos socalcos altaneiros
Num chão que mesmo agreste ele é fecundo
Ao dar "vinho do Porto", dos primeiros!
Levando Portugal a todo o mundo!

- À força de quem tem vontade férrea
E vence os obstáculos do caminho!
Como venceu ao lado a linha férrea
Que leva hoje os comboios, ao Pocinho (*)

São desafios ao Homem que fez História
E faz, no seu presente, ou no futuro!
Que vem desde horizontes da memória
A cultivar um chão que lhe é tão duro...

Ali floresce a rocha... e pelo meio,
Brotam a urze, a abrótea, cresce a malva...
Que vão a enfeitar nosso passeio
Até chegar ao cais, em Barca d'Alva

Agora há oliveiras nas encostas,
Está perto já do fim, nossa façanha;
E cantam as pessoas bem dispostas.
Ao fundo aquele monte já é Espanha.

Acosta o barco ao cais, que nos espera
Tal como a povoação velhinha e calma,
Sob um escaldante sol de Primavera
Trazendo mais calor à nossa alma

Ah chão, que minha alma tanto elevas
Rumando a horizontes que… nem sei...
Ah rio fascinante, não te atrevas
A me dizer adeus!... que eu voltarei!


(*) o comboio chegava até Barca d’Alva; porém, a linha foi desactivada a partir do Pocinho, há cerca de 20 anos. Uma pena.


Joaquim Sustelo
23.05.2010

publicado por tardesdeoutono às 20:28

Simplesmente maravilhosa a descrição, que nos transporta para dentro do barco e nos leva a viajar por uma das mais grandiosas e belas paisagens de Portugal.
E eu sei que ainda ontem vinha de regresso, Joaquim Sustelo . Versos de um fôlego, belos e perfeitos, como só um verdadeiro e Grande Poeta pode fazer.
Parabéns com um abraço da
Maria Ivone Vairinho
appoetas a 24 de Maio de 2010 às 20:38

Obrigado Maria Ivone, pela sua leitura e apreciação.
Sim, ainda ontem vinha de regresso.
O barco saiu da Régua às 9 da manhã, com o pequeno almoço logo já dentro dele, e ao fim de poucos minutos estávamos a subir a primeira Barragem: Bagaúste. A viagem foi prosseguindo por paisagens de sonho, ao lado o Pinhão um pouco após, quintas mostrando os nomes, encostas cheias de vinhas em socalcos, vários afluentes do Douro, a via férrea ao lado também (ainda passou por nós um comboio). Por volta do meio dia estávamos a subir a barragem de Valeira. Essa é a mais alta das três, neste percurso. Tem 32 metros.

Cerca das 13 horas um excelente almoço. Deslumbre e animação e às 16 estávamos em Barca d'Alva, donde partimos para Lisboa, não sem parar na histórica Almeida. A viagem foi rápida, pois como sabe, há sempre auto-estrada desde a zona de Almeida. Passámos ao lado da Covilhã e de Castelo Branco e chegámos a casa às 11 da noite.

Valeu bem a pena!

Beijinho
Sustelo

Surpreendente este poema descrição...ainda não fiz essa viagem por falta d etempo, porém aqui ficamos presentes como se a tivéssemos feito ..parabéns,
Cecília
Cecilia Rodrigues a 26 de Maio de 2010 às 11:19

Obrigado amiga Cecília, pelas tuas palavras.
Beijinho
Sustelo

E viajamos contigo nessas imagens tão ricas, Joaquim! Lindo!

Obrigado Maria João.
Uma beijoca
Sustelo

fantastico!!!
gatinhafofa a 29 de Maio de 2010 às 15:54

Agradeço a apreciação.
Um abraço
Sustelo

Este blogue está aberto aos co-autores e Poetas Amigos de Maria Ivone Vairinho
Maio 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
15

18
19
21

25
27
29

31


links
pesquisar
 
Tags

11 poemas inéditos de carlos cardoso luí(1)

25 anos app(11)

ada tavares(18)

adriano augusto da costa filho(39)

albertino galvão(11)

albina dias(18)

alfredo martins guedes(2)

ana luísa jesus(4)

ana patacho(3)

anete ferreira(3)

antónio boavida pinheiro(22)

app(5)

armindo fernandes cardoso(3)

bento tiago laneiro(5)

carlos cardoso luís(13)

carlos moreira da silva(2)

carmo vasconcelos(22)

catarina malanho semedo(2)

cecília rodrigues(48)

cláudia borges(8)

dia da mãe(8)

dia da mulher(9)

dia do pai(6)

donzília martins(8)

edite gil(68)

elisa claro vicêncio(4)

euclides cavaco(100)

feliciana maria reis(4)

fernando ramos(20)

fernando reis costa(3)

filipe papança(11)

frances de azevedo(2)

gabriel gonçalves(14)

glória marreiros(20)

graça patrão(6)

helena paz(15)

isabel gouveia(3)

jenny lopes(11)

joão baptista coelho(1)

joão coelho dos santos(7)

joao francisco da silva(4)

joaquim carvalho(3)

joaquim evónio(9)

joaquim sustelo(70)

judite da conceição higino(4)

landa machado(1)

liliana josué(45)

lina céu(5)

luis da mota filipe(7)

manuel carreira rocha(4)

margarida silva(2)

maria amélia carvalho e almeida(6)

maria clotilde moreira(3)

maria emília azevedo(5)

maria emília venda(6)

maria fatima mendonça(2)

maria francília pinheiro(3)

maria ivone vairinho(14)

maria jacinta pereira(3)

maria joão brito de sousa(69)

maria josé fraqueza(5)

maria lourdes rosa alves(4)

maria luisa afonso(4)

maria vitória afonso(8)

mário matta e silva(20)

mavilde lobo costa(22)

milu alves(6)

natal(16)

odete nazário(1)

paulo brito e abreu(6)

pinhal dias(9)

rui pais(8)

santos zoio(2)

sao tome(10)

susana custódio(15)

tito olívio(17)

vanda paz(23)

virginia branco(13)

todas as tags

blogs SAPO